Relacionamentos

Relacionamentos a distância – como lidar?

17/07/2014

Nem sempre tudo é uma mar de rosas, as vezes nosso amor não mora na casa ao lado, nem na mesma cidade ou nem no mesmo estado (também rola muito de países diferentes hein!). Mas como lidar com a distância quando você quer ficar com a pessoa?
Quando você tá namorando, principalmente no início do relacionamento, você quer estar com a pessoa 24 horas, compartilhar cada momento e não desgrudar nem um segundinho (lembrei muito da música when 2 become 1 das eternas divas Spice Girls, hihihi). Como suprir essa necessidade da presença quando as partes não podem estar juntas? E também como fazer esse relacionamento vingar? 
 
 
 
Relacionamentos a distância
 
Bom, as dicas que eu vou dar aqui serão sinceras, de coração e, principalmente, já vividas por mim. Isso aí, já tive um relacionamento a distância que deu super certo. Hoje moramos juntos mas foram um ano e meio de namoro a distância (eu em São Paulo e ele em Maceió).

– Não se deixe influenciar ou abater – Conselho de amigo é sempre bom, mas no final das contas a vida é sua e você quem tem que saber o que fazer com ela. Muitas pessoas serão contra o relacionamento e outras te apoiarão. O importante é você fazer escolhas que te façam sentir bem. 
– Confiança em primeiro lugar – Sem confiança relacionamento nenhum dura, seja perto ou longe. Assim como você tem que dar um voto de confiança para a pessoa, ela também tem que abraçar a ideia e dar sinais de confiança.
– Seja feliz apesar da distância – O relacionamento tem que valer a pena, não adianta ficar lamentando pelos cantos. Apesar da distância o namoro tem que te fazer feliz, estar com a pessoa (mesmo longe) tem que te fazer feliz.
– Mantenha contato sem surtar – Sim, vocês estão separados fisicamente, o negócio é mandar mensagem, ligar e usar o facebook. Mas nada de surtar se a pessoa não responder ou não atender o telefone (daí entra a parte da confiança, nada de pensar besteiras!).
– Se ocupe! – Cabeça vazia tem muito espaço pra pensar besteira. E se você pensa besteira durante muito tempo você vai ficar angustiada e isso vai minando o relacionamento aos poucos. Lembra do “confiança em primeiro lugar”? Então!
– Combinem de se encontrar periodicamente – Pode ser difícil – falta de grana, falta de tempo ou seja lá o que for. Mas a vontade será tão grande que vocês vão fazer um esforcinho pra ficarem juntos, mesmo que seja um pouquinho (sempre é pouco tempo para quem tá apaixonado, né?).
– Façam planos (sem fugir da realidade) – Fazer planos é importante, há que diga que não goste (aqueles que dizem que querem viver um dia de cada vez). A verdade é que a maioria das pessoas se sentem seguras em saber o que esperar e isso não é diferente num relacionamento. Com o tempo é normal começar a fazer planos e botar em prática todos os meios para relaizá-los. Afinal de contas você não quer ficar distante da pessoa amada para sempre, não é?
– Exponha seus sentimentos – Ninguém é adivinha. Se você tá feliz fale, se tá triste fale também. Converse beeeeeem muito, faz bem e faz parte!
Bom, é isso! Alguns adendos legais que acho importante é : mantenha a calma, controle seu ciúmes e divirta-se!
No meu caso deu super certo, claro que não foi um conto de fadas, todo namoro tem seus altos e baixo. Qualquer relacionamento tem – entre amigos, entre profissionais, entre pai e filho. Gente, os humanos são muito complicados e você tem que ter calma com eles! hahahaha
Como eu disse, nós namoramos a distância durante um ano e meio. Esses 3 mil km de distância foram ruins (saudade era braba!), foram bons (principalmente quando estávamos juntos fisicamente), foram parte do nosso passado. Hoje estamos bem juntinhos e não poderia estar mais feliz. :}
Alguém aí já namorou a distância? Tem alguma dica? Me conta como foi (ou como tá sendo)!
Vou deixar vocês agora com a música que foi a trilha sonora para eu escrever esse post:
 

 
Acompanhe a Renata também no  Instagram |   Twitter  |  Blog   Youtube
 


 
 
 

Comentários

comentários

21 comentários

  1. Eu namoro a distância há um ano e oito meses e não poderia ser mais feliz. Não pela distância, mas por estar com o meu grande amor. Ele morava em outra cidade, agora mora em outro estado. São quatro horas de distância, mas nada disso me faz repensar minha decisão de estar com ele, pois nos amamos muito e somos grandes amigos. Tentamos nos ver semanalmente e tem dado certo. Planejamos ficar juntos (na mesma cidade, casa rs), mas depende de nossas carreiras… De qualquer forma, sou mto feliz por ter encontrado meu namorado, mesmo que tão longe rs

    1. Nossa que legal, meu namorado se mudou faz 2 semanas e estou tentando me acostumar com essa ideia de namoro a distância. Estamos juntos a 3 anos e pelo trabalho ele teve que se mudar. Espero conseguir assim como você.

  2. Também namorei um ano a distância, não foi fácil, mas valeu mais que a pena. Hoje estamos casados e construindo a nossa vidinha juntos. Estamos juntos há 6 anos e digo que a distância veio para nos unir ainda mais.
    Quando a gente ama de verdade nada é forte o bastante para atrapalhar.

    Beijos

  3. Estou namorando a distância há nove meses e também nunca fui tão feliz e tranquila num relacionamento como agora… nós nos conhecemos na Internet através dos comentários em um blog que ambos líamos! Estávamos passando por uma mesma fase na vida e acabamos nos identificando… depois passamos a visitar e comentar quase diariamente no blog um do outro: toda noite chagava em casa e me deparava com um e-mail de notificação bo blog com um comentário dele. O engraçado é que, na época, a última coisa que qualquer um dos dois queria era um relacionamento hahahahaha! Mas foi surgindo um interesse, um carinho, uma atração, uma paquera… e depois de exatos seis meses confessamos o que sentíamos – ainda levamos outros quatro pra nos encontrarmos pessoalmente. Mas depois de olhar nos olhos dele pela 1ª vez, não tive mais dúvidas! Hoje nos vemos a cada 15 dias (um mês ele vem pra Brasília, no outro vou pro Rio), vamos tirar nossas segundas férias juntos em setembro e ano que vem pretendemos morar juntos. Acho que é importante,em primeiro lugar, saber o que se quer e do que possivelmente vai ter que abrir mão… porque não é fácil. E só mais uma coisa: meu ex era quase meu vizinho (eu só precisava atravessar a rua do meu prédio para a casa dele) e, mesmo assim, fui traída… então acho que a questão da distância é muito relativa nesse sentido.

    Adorei o post!

    :*

    1. Que legal Nádia, esse foi um encontro muuuuuito diferente! hahahaha
      Não importa a distância, quando se ama vc se sente junto mesmo longe!
      Muita felicidada pra vocês e aproveitem beeeem muito as férias! :}

  4. Namoro há 10 anos a distância (quer dizer, nos primeiros dois morávamos na mesma cidade)… Começamos a namorar muito novos e cada um precisou seguir o seu caminho (fazer faculdade e morar em outra cidade), também fizemos concursos públicos, então enquanto nenhum dos dois consegue transferência, seguimos distantes fisicamente. Nossa única regra é se encontrar todos os finais de semana. Tudo tem o seu lado bom e o ruim, o bom é que como nosso tempo juntos é muito precioso as brigas são praticamente inexistentes, o ruim é que tem dias que a saudade é tão grande q nada resolve…

  5. Eu namoro a distancia hà 3 anos, e posso dizer que o meu relacionamento vai bem, claro que nós nos desentendemos, mais tentamos conversar, confiança e amizade é a base de tudo. Como diz a música “Meu melhor amigo é o meu amor”.

  6. muito bom o texto, obrigado por compartilhar, vou recomendar esse site, relacionamentos a distância na minha opinião podem dar certo, mas é bem complicado!

  7. Adorei as dicas ! Eu conheci uma pessoa na internet a quase 1 mês. O único problema é que ele é francês e mora em Paris haha. Além da distância tem a barreira do idioma. Mas quando a gente sente uma interação de almas, é irracional, a gente só sente e não tá nem aí pra distância.
    Espero que minha história possa ter um final feliz tbem!
    Abraços, e felicidades.

  8. Eu já namorei à distância e experiência foi muito dolorosa. Ele era militar e nem sempre podíamos nos ver. Que tortura! Infelizmente, tivemos que terminar o nosso namoro por esse motivo. Sempre é preciso ter um equilíbrio saudável para entender cada situação. O importante é saber superar a saudade com amor e ficar na esperança de que tudo vai dar certo.

  9. Olá, tudo bem, post maravilhoso, eu entendo que quando gostamos independente da distância, isso será verdadeiro, porém existe os contratempos, infelizmente, como você mesmo colocou, no inicio de uma relação queremos ficar 24h grudada, hihihi, mas distante não dá, e aí, começa os problemas, apesar de todas as dicas que você deu, para mim que sou um verdadeiro chiclete, não dá, quero tá perto, tocar, beijar, sentir, grudar, mas gostei das dicas, nunca sabemos o que nosso coração pode nos aprontar. 😉

  10. Namoro a longa distância pode tanto dar certo, como também não pode. Depende de muitas circunstâncias envolvidas. Pré disposição de ambos em querer fazer dar certo, enfim… Meus pais namoraram assim, mas isso a 30 anos atrás e deu certo. Conheço outros casais que também deram, como também conheço outros que não. Mas independente, o que vale é a experiência. O resto, só o tempo é que pode dizer.

  11. Eu ja namorei a distância por 2 anos, eu morando aqui no Brasil e ele no Japão, estavamos na época pensando em noivar mas decidimos esperar, realmente foi uma super prova. Hoje estamos com nosso segundo filho e casados a 4 anos já. Não é fácil namorar a distância, é um misto de tudo mas quando o amor é verdadeiro tudo fica mais fácil. Adorei o blog…

  12. Além de ser instrutivo, o texto é positivo, o que mais precisamos em um relacionamento a distância. Andei pesquisando muito sobre isso, justamente para ter uma orientação se devo ou não seguir em uma relação a distância, ainda mais quando não se é nem um namoro, mas que existe a cobrança como se fosse (maior parte dele). Além da insegurança de estar longe, rola o estresse de não conseguir confiar, uma vez que nos conhecemos em pouco tempo e logo após voltei para minha cidade de origem. Extremos opostos, norte e sul. Resumindo, para mim tá sendo um depósito de sentimento em algo incerto, o que machuca um pouco. Como lidar? (Aceito todas opiniões)

  13. Por mais de 10 anos eu fiquei sozinha e casada ao mesmo tempo e a pouco mais de 5 meses resolvi mudar de realidade. Meu marido caminhoneiro vivia mais fora do que em casa. Não quero mesmo essa realidade mais e n]ao desejo isso para ninguém. Respeito e até admiro quem gosta e esta disposta a enfrentar um namoro ou relacionamento de modo geral a distância, mas eu não mais estou. Agora eu quero é presença. Concorda comigo? Participa ai!

Deixe o seu comentário!