Base Dior Diorskin Nude

Base Dior

 

Fazem alguns meses que encontrei a minha base preferida de toda a vida. Sério! O produto que irei resenhar hoje separou o meu universo, de um lado tem ela e do outro o resto das bases que eu já usei, tudo bem, todas tiveram seus dias de glória, e tem os seus prós, mas se eu tiver que comparar, bom daí complica e a Base Dior Diorskin Nude sai ganhando.

Por muito tempo li resenhas, assisti vídeos que detalhavam os benefícios dessa base. Mas eu esbarrava sempre em um porem, o preço! O preço é realmente doloroso. Aqui no BR ela custa em média 239 reais. É muito! Comprei fora do país e custou cerca de 50 dólares. Pois é.

Ignorando o preço ela será a minha melhor amiga por um longo tempo.  Analise as fotos abaixo:

Na primeira foto estou com a pele limpa, sem nada e pode-se notar uma espinha próxima ao queixo. Minha pele também apresenta uma certa vermelhidão em alguns pontos.

Agora, na segunda foto! Uau! É aí que a mágica aconteceu e na pele só usei a base e um blush. Nem corretivo, nem pó, nem iluminador, somente uma camada do produto e a pele está linda. A espinha ainda se nota, algo que facilmente se corrige com corretivo, não usei para mostrar o verdadeiro efeito dessa base.

Usei cerca de 2 pumps e consegui essa cobertura, muito boa na minha opinião. Caso desejar uma cobertura ainda maior você pode construir “camadas” com ela.

 

Sem base

com base

Falo mais sobre a base Diorskin Nude no vídeo abaixo.

 

 

Como não a uso todos os dias (acho que a pele precisa respirar e os dermatologistas se mostram contrários ao uso excessivo de maquiagem) acredito que durará por muito tempo. A minha cor é a 010. Na Sépha eu não encontrei essa tonalidade, porém tem outras pra quem não for tão branquinha. Ah, ela tem filtro solar 15.

Espero que tenham gostado dessa resenha e não deixem de acompanhar o meu canal lá no Youtube, AQUI. Beijo.

Julia Thetinski
0
comente!
Pin It

Colgate Luminous White Instant

Nunca pensei que faria resenha de uma pasta de dente mas cá estou eu para falar sobre a Colgate Luminous White Instant. Uma pasta de dente que promete dar uma iluminada no sorriso em apenas uma aplicação.

resenha-colgate-luminous-white-instant

resenha-colgate-luminous-white-instant-embalagem

Nunca fui muito de me importar com o creme dental apesar de ser super paranóica com os cuidados dos meus dentes – afinal de contas pretendo tê-los para toda a minha vida (essa é a meta). Além de escovar com frequência, passar fio dental todos os dias, usar enxaguante bucal sem álcool na composição eu também visito o dentista regularmente (mereço uma estrelinha de boa menina!).

Mas mesmo com todos esses cuidados eu não fiquei livre dos dentes amarelados. Porque se você assim como eu, gosta de café daí a tendência é amarelar mesmo! Outras bebidas e alimentos também fazem seu papel muito bem quando o assunto é mudar a coloração dos dentes.

A Colgate já tinha o Lumious White que promete um clareamento progressivo dos dentes e agora lançou o Instant que clareia os dentes numa só aplicação. A promessa é tentadora, não? A fórmula tem pequenos cristais que auxiliam no branqueamento instantâneo dos dentes.

As instruções de uso são as mesmas que qualquer creme dental, aplique na escova e escove por 2 minutos fazendo movimentos circulares e de vai-e-vem. A pasta é levemente azulada e com os cristais azuis mais escuros, a resfrescância é uma delícia.

antes-depois-colgate-luminous-white-instant

Antes | Depois

Após a escovação realmente dá pra perceber uma leve clareada nos dentes, é coisa leve mas dá uma luminosidade bonita, sabe? Coloquei o mesmo batom nas fotos de antes e depois pra ter uma comparação mais justa pois batons escuros tendem a ajudar a dar um truque nos dentes e disrfarçar o amarelado.

Vale lembrar que a pasta não faz milagres e é um clareamento temporário. O ideal se você acha que seus dentes já não são mais tão brancos como antigamente é realmente procurar um dentista para fazer um processo de clareamento definitivo (que até mesmo esse não é definitivo).

A média do preço da pasta é de R$7,00, um pouquinho mais cara que as “normais” que vemos no mercado.

Renata Fukuda
1
comente!
Pin It

Mac Studio Sculpt

mac Studio Sculpt

 

Eu sei que muitas de vocês morrem de amores pelos produtos da MAC, eu também gosto então vou propagar a novidade enviada pela assessoria da marca. A MAC lançou, ou melhor, acabou de disponibilizar nas lojas dois novos produtos, o Sculpt Defining Powder e o Studio Sculpt Superblack  da conhecida linha Studio Sculpt.

De acordo com a Mac, eles apresentam fórmulas inovadoras para os olhos e rosto, oferecendo definição de expert com acabamento digno de passarela.

Mac Studio Sculpt

O Studio Sculpt Defining Powder traz cobertura total e corrige imediatamente tons desiguais, deixando a pele natural e esculpida sem a aparência pesada. São 8 cores! Certamente tem uma que funciona com você.

 

Sculpt Defining Powder

Light
Light Plus
Medium
Medium Plus
Medium Dark
Medium Deep
Dark
Dark Deep
O preço? R$129

Já o Studio Sculpt Superblack é uma máscara para cílios e promete cílios super definidos, e agora traz um novo e profundo tom de preto carbono. O preço? R$69.

Já usei alguns produtos da marca como batom, pó, sombra e maquiagem para sobrancelhas, mas nunca usei nenhuma máscara da Mac pois sempre achei o preço um tanto salgado. Agora produtos para a pele como o pé eu recomendo, a cobertura sempre me pareceu boa, mas que mesmo assim deixa leve o look.

O que eu mais gosto da MAC é essa variedade das cores. Eu sou bem branquela e ás vezes é difícil encontrar um produto que seja da cor exata ao tom da minha pele. Outro bom exemplo é o brow set, um produto para sobrancelhas que tem diversas cores, eu uso o Girl Boy, que é  meio cobre, para ruivas e adoro. Tem post sobre ele AQUI. Beijo.

 

 

Julia Thetinski
Tags:
0
comente!
Pin It

Drácula A História Nunca Contada

Na segunda-feira rolou a pré-estreia do filme Drácula A História Nunca Contada (Dracula Untold), no shopping Market Place, aqui em São Paulo e eu fui lá acompanhar.

Drácula A História Nunca ContadaProduzida pela Universal Pictures, a trama conta a história do príncipe romeno Vlad Tepes, o Empalador, um herói marcado por uma trágica história de amor, ambientada numa era sombria de magia durante a guerra da Romênia contra os turcos.

Drácula – A História Nunca Contada

Drácula A História Nunca Contada

Apegada ao velho romance de Bram Stoker (e apaixonada pelos atores Christopher Lee e Gary Oldman), eu não me animei de imediato quando assisti ao trailer de “Drácula A História Nunca Contada”, mas confesso que conseguiu ir um pouquinho além das minhas expectativas, que eram mínimas. O filme nos traz um Drácula bastante distante da figura imponente de Conde, apresentada por Bram Stoker e adaptada em outras diversas histórias por um grande número de autores. (Tem pontos da história semelhantes ao “Príncipe das Trevas: A Verdadeira História de Dracula”, de 2000). “Drácula – A História Nunca Contada”, mostra uma nova origem do vampiro, que aparece na personificação de herói injustiçado, guerreiro e justiceiro, que busca nas trevas uma forma de vingança e poder para cuidar de sua família e de seu povo. Assim como em outras versões, o romance está presente de forma intensa, mas em menor proporção ao que estamos acostumados.

Drácula – A História Nunca Contada

Em termos técnicos, as tomadas são boas, a fotografia é ok, mas os efeitos especiais não são dos que mais me agradam, achei muito exagerados. Luke Evans segura bem o papel principal e dá a Drácula uma nova personalidade, um pouco difícil de agradar aos fãs mais resistentes da história original. A trama se perde um pouco, apresentando quebras de ritmo e é difícil sentir a entrega dos atores a seus personagens. Tudo indica que será o primeiro filme de uma saga, talvez por isso, tenha uma produção voltada a atingir um número maior de pessoas, um novo público para uma história antiga, contada de uma forma que mescla elementos que podemos encontrar em produções atuais do cinema e da TV, como “Senhor dos Anéis” e “Game Of Thrones”. Admito que está longe de ser umas das minhas adaptações favoritas, mas gostei de alguns pontos da nova visão dada à história. O filme estreia para o público em geral no dia 23/10/2014.

Alguém aí vai assistir? Contem pra gente o que acharam. =)

Drácula – A História Nunca Contada

Evely Souza
2
comente!
Pin It

Cotton On no Brasil

cotton_on_01

 

Quem já viajou para os Estados Unidos, já deve ter passado por uma por Cotton On. A marca que é australiana teve sua primeira loja no Brasil inaugurada há poucos meses aqui em São Paulo, no shopping Center Norte e eu fui lá dar uma conferida.

Quando fui fazer intercâmbio lembro que adorei a marca por ter roupas que facilmente usaria no meu dia a dia, além de serem super confortáveis e estilosas. Aqui no Brasil não foi diferente ( quando fui ainda estava a coleção de inverno), com bastante variedade é bem difícil sair de lá sem nada.

 

Cotton On no Brasil

 

cotton_on_02                                                                                   Fotos : @cottonon_brasil

Os preços variam de R$24,90 até R99,90. Acabei levando uma calça preta por R$140,00 e um moletom com estampa de oncinha Liiiiindu cinza por R$89,00 (o da primeira imagem). A calça até agora foi bem digna, tenho um pouco de dificuldade de encontrar calças, não são todos os modelos que me agradam e a da Cotton On ficou ótima, e apesar de ser skinny é muito confortável.
Agora pro verão estou esperando o que me encantou da primeira vez, vários vestidos, macacões e quem sabe uns kimonos!

Pra quem mora ou esta dando uma passada por São Paulo vale a pena a visita.

Bruna Marques
10
comente!
Pin It

Livro: Eu, Christiane F. a vida apesar de tudo

christiane f

Quando eu tinha uns 15 anos encontrei na biblioteca da escola um livro que contava a história chocante de uma adolescente alemã que ficou conhecida no mundo todo por ser tão jovem e se prostituir para comprar drogas, era a obra Eu, Christiane F., 13 anos, drogada e prostituída.

Durante toda a leitura eu viajava pela Alemanha da década de 70, onde Christiane e os seus amigos passavam os dias a procura de drogas para sanar seus dramas adolescentes. Alguns com fundamento, outros nem tanto.  Em alemão o livro se chama Wir Kinder vom Bahnhof zoo – As crianças da Estação Zoo.

Nas duas vezes que visitei Berlim, fiquei imaginando tudo aquilo, a triste vida de Christiane naquela cidade incrível. Passei pela estação do zoológico e mais uma vez minha imaginação viajou, eu estava na cidade de Christiane F. mas não sabia o que tinha acontecido com ela depois dos anos 80.

Christiane F. o retorno!

Foi no início de 2014, que li em um site a notícia que Christiane Vera Felscherinow continuava em Berlim e havia escrito um novo livro: Eu, Christiane F. a vida apesar de tudo. Fiquei animada, porém imaginei que fosse levar uma eternidade até o livro chegar por aqui.  Felizmente, em agosto eu passeava em uma livraria da minha cidade, a Nobel e dei de cara com uma pilha de livros que estampavam a então Christiane F., com 51 anos. Levei um exemplar pra casa e devorei.

Nesse novo livro, Christiane conta muitas histórias que aconteceram depois que o primeiro livro fora lançado. A dependência das drogas, as viagens de divulgação do filme, curiosidades das gravações, relacionamentos, o tempo em que ficou na prisão, seu filho, entre outros momentos que marcaram a vida dela que hoje luta contra as consequências deixadas pelas drogas.

O livro ainda traz diversas fotos, de diversas épocas da vida da autora. Confira o vídeo! =) Beijo.

Julia Thetinski
5
comente!
Pin It