Cinema Entretenimento

Para sempre Alice

21/03/2015

Para Sempre Alice

Na semana passada o Douglas Petry (que pra quem não sabe é o mais novo colaborador do blog) me convidou para assistir ao filme Para Sempre Alice, obra inspirada no livro homônimo (Still Alice) da escritora americana Lisa Genova. Eu havia lido um pouco sobre esse filme, em especial depois de toda a notoriedade com os prêmios recebeu.

Para Sempre Alice traz a belíssima Julianne Moore no papel da professora de linguística Alice Howland, que lhe rendeu diversos prêmios pelo papel, incluindo o Oscar de melhor atriz. Não poderia ser diferente, Julianne está mais incrível do que nunca.

Julianne Moore como Alice

O filme começa explorando a vida de Alice um pouco antes do diagnóstico que determina a sequência. Alice está com 50 anos, no auge de sua carreira e descobre que está com Alzheimer. Desse momento em diante é possível ver a degradação de sua memória e como isso acaba afetando a vida de toda a família. Uma das cenas que mais me marcou foi ver Alice procurando o banheiro de sua própria casa e não encontrando (sem mais spoilers).

Achei um filme lindo, me emocionei e passei a me interessar mais sobre essa doença que assola tanta gente. E o que mais gostei foi a maneira de mostrar a fragilidade humana, e que existem coisas sobre as quais não temos controle, elas simplesmente surgem e não podemos mudar isso. Nos resta aceitar e tentar levar a situação da melhor forma possível.

Para sempre Alice

No elenco, além da diva Julianne Moore, temos Alec Baldwin no papel do marido de Alice, Kristen Stewart (que pra quem não me agradava muito com a saga vampira, me surpreendeu nesse filme, a Julianne deve ter dado umas dicas pra ela),  Kate Bosworth e Hunter Parrish como os filhos do casal.

Acredito que ainda esteja em cartaz em diversos cinemas, eu recomendo, ainda mais se você está sem programa para esse final de semana. Mas se eu ainda não te convenci, recomendo dar uma olhadinha na resenha do Tiago do Picanha Cultural.

Beijo.

Comentários

comentários

7 comentários

  1. Cra eu ja tinha ouvido falar desse filme, mas nunca tinha parado pra ler uma resenha sobre ele, eu amo filmes assim, mas quando vou assistir ja me preparo psicologicamente pra chorar litros, tem um no mesmo estilo que é o Amos e outras drogas, é com a linda da Anne Hathaway e o Jack Gyllenhaal, é lindo mesmo, vale super a pena assistir.

    http://www.fotografiasecoisinhas.com/

  2. Assisti na internet, muito bom, apesar que quando ja se sabe a história perde um pouco a graça, gostei de outros filmes tb, o canadense Mommy e um bem engraçado no you tube que chama A garota da bicicleta.

  3. Olá, Julia…conheci seu blog hj pela resenha da Renata e to aqui lendo desde então. Adorando! Adorei esse filme tbem. Nossa, depois q assisti fiquei muito reflexiva e pensando sobre como somos vulneráveis msm, como td pode mudar de repente em nossas vidas e se não tivermos uma base muito consistente, podemos desmoronar. E, o mais importante que achei, o quanto é importante ter pessoas q nos amam por perto, pra nos apoiar. É isso…bjao!!!

Deixe o seu comentário!