Dicas Viagem

Vlog: Arambaré a terra das figueiras

09/01/2015

 

arambare

 

Desde criança eu visito quase que anualmente uma cidade chamada Arambaré, que fica a cerca de 150km de Porto Alegre. Minha vó (Amélia, 85 primaveras) tem casa lá e na virada do ano fui visitá-la. Resolvi gravar um vlog pra mostrar um pouco dessa pequena cidade que no verão recebe banhistas de diversos cantos do estado, uma vez que a cidade é banhada pela Lagoa dos Patos (ou Laguna).

Encontrei dois significados para Arambaré do tupi-guarani: sacerdote que espalha luz e Névoa ou Bruma.

A cidade também é conhecida pelas figueiras gigantescas que me fazem sentir em um livro do Tolkien, em meio aos caminhos do Bilbo Bolseiro. Aliás, na praça da Figueira se encontra a mais antiga dessas árvores do estado. De acordo com historiadores a árvore tem de 350 a 400 anos. Se não bastasse ainda tem uma lenda envolvendo a região que diz que uma índia foi enterrada sob a figueira e até hoje aparece entre os galhos durante a noite.

Fiz algumas fotos por lá também, espero que vocês gostem. =)

Vlog: Arambaré

 

 
arambare

arambare

 

 

É um lugar calmo, para relaxar, exceto no Carnaval onde a cidade transborda de tanta gente. Eu estava precisando de uns dias de nadismo, leitura e passeios sem destino e hora pra voltar. Beijo.

P.S: Não encontramos churros e eu desisti do crepe por causa da fila. 

Comentários

comentários

14 comentários

  1. Nossa Julia, que lugar lindo !!! Faz mais videos de você visitando lugares, eu gostei muito ♥
    Julia, que tinta você esta usando agora?

  2. Logo que li um dos significados como “Bruma”, na hora mesmo, lembrei das brumas de Avalon! ^^ Ah, imagino quão linda e a cidade e ter esse ar de campo faz muito recordar das obras de Tolkien. Poxa, medo³ dessa lenda sobre a índia, medo³… Amei a borboleta no vídeo, amo³-as! *o* E quantas flores lindas (ah, girassol! ^^). Vontade³ de conhecer!
    PS: sua blusa verde usada no vídeo me fez lembrar do vestido da Arwen. XD
    Beijo, Min.

  3. —muita calma nessa hora—

    Julia, comentar num post nada a ver aqui porque não tô conseguindo segurar meus forninhos iauheiuahieuahe

    Moça, acompanho seu blog desde 2009, 2010. Nunca naquela época em nenhum momento pensei que eu um dia criaria um blog e que alguém -um alguém tão distante- que estava nos meus blogs favoritos se daria ao trabalho de visitar e quem dirááááá comentar no meu humilde bloguinho! Fiquei tão feliz! Na hora eu fiquei tipo ” o quêêêêêêêê a Frescurinha comentou? Será que é a Frescurinha ruiva ou alguma outra impostora?” aiosufhaoisufha

    Vi o vlog e… Meio paradinha a cidade né? Tô precisando tanto de um lugar assim… De vez em quando é tão bom! <3

    Mas essa figueira me lembrou a figueira de um livro chamado A Redoma de Vidro, da Sylvia Plath. Já ouviu falar? Dá uma pesquisada. É um texto meio triste que não tem nada a ver com passeios mas tudo a ver com figueiras. Não recomendo a leitura se 1) você estiver em um momento difícil ou 2) você for uma pessoa indecisa. Mas lê de qualquer forma porque é lindo e vale a pena! 🙂

    Falei demais.

    Beijo! :*

    1. babi! Xeeeeente! Não creio que vc acompanha há taaaanto tempo, rsrs, que linda. <3 Emocionei agora!!!
      Ai guria, vou pesquisar sobre esse livro, mas vou esperar pra ler, essa semana foi meio punk e indecisão é o meu sobrenome, rsrs. Beijocas sua linda.

Deixe o seu comentário!