Literatura

Livro: Fantasias Gêmeas

07/12/2014

 

Essa semana terminei a leitura do livro Fantasias Gêmeas da autora canadense Opal Carew. No Brasil o livro é da Editora Geração e faz parte da coleção Muito Prazer, recomendada para maiores de 18 anos. A coleção é dividida por cores: verde (picante), laranja (médio picante) e vermelho (muito picante). Fantasias Gêmeas traz o selo laranja.

 

fantasias gêmeas

 

Sempre virei muito a cara para os ditos livros “adultos”ou “eróticos”, por preconceito mesmo, mas esse livro estava há tempo lá em casa e resolvi que mesmo se fosse pra falar mal eu teria que ler primeiro, né?

A história é um tanto absurda, mas no final das contas eu entendi o que a autora buscava com isso.

Em resumo, é mais ou menos assim: Jenna tem um noivo que tem um irmão gêmeo, mas ela não sabe disso. Por diversos motivos ela acaba indo pra cama com o cunhado, mas sem nenhum desconfiar do parentesco. Na verdade Jenna era uma mulher com muitas fantasias, uma delas era ter uma noite com um desconhecido. Quando Jake, o cunhado surge, ela acredita que Ryan, o noivo quer apenas realizar essa fantasia ao dizer que se chama Jake. Então começa a confusão…

Sem dúvida é um livro quente, porém achei um tanto repetitivo, quando a maioria das 262 páginas narram noites ardentes. Algumas coisas não me convenceram e ficou parecendo um filme “adulto” sem história, sabe? Como se o único objetivo fossem as cenas calientes.

Exemplo: Em um dado momento Jenna descobre que está grávida. Ok. Conta ao noivo. Ryan sabe que o filho não pode ser dele, mesmo assim no momento seguinte a pede em casamento. Oi? Tudo bem que é uma estória, mas achei meio forçada a reação do personagem. E mais, ela estava grávida, e foi nesse período que realizou suas maiores fantasias pois não conseguia controlar os hormônios. Tá, não tô aqui pra julgar o personagem, só achei meio pesado demais, de qualquer forma não vou contar detalhes aqui pois o blog teria que ter classificação etária. 🙂

Eu não li outros livros do gênero para comparar, se tem mais história ou não. Bom, de qualquer maneira, no final da leitura pude entender que a autora defende a descoberta sexual de suas heroínas, e defende que se realizem independente de suas escolhas.

Beijo.

 

Comentários

comentários

Deixe o seu comentário!