Beleza Saúde Unhas

Roer unhas: Como parar com isso?

18/08/2014

Roer unhas…Que coisa feia Luana.

Bem, eu não lembro desde quando rôo as unhas. Acho que já roía na barriga da mãe. É algo incontrolável, chato e nojento. Cristo. Já tentei de tudo. Esmalte amargo. Titica de galinha. Pimenta. Foi tudo mesmo e nada de parar.

Dias atrás estive com as unhas compridas. Nem eu acreditei. Mas foram poucos dias. E agora, José?

Fui procurar dicas para parar com este surto roedor e encontrei essas perdidas pela web. Sei lá, vai que ajude.

Pare de roer unhas

· Pinte as suas unhas com um líquido forte em acetona ou álcool etílico, isto provocará um sabor amargo que o impedirá de roer as unhas.

· Tente fazer a mãos, vá a uma manicure, inclusivamente em idades mais novas, isto evita que as cutículas de pele levantada se convertam numa tentação e as arranque.

· Finalmente para as mulheres, o uso de unhas postiças pode atuar como uma barreira protetora para as unhas naturais e como um travão psicológico. As unhas postiças evitam que roa as unhas, para além de permitirem que as suas unhas naturais cresçam sem nenhum problema.

· Se simplesmente é um problema de nervosismo, deverá experimentar algumas técnicas de relaxamento como o Yoga ou o Tai Chi. Estes métodos vão ajudar a controlar o stress e a ansiedade.

· Uma vez que consiga libertar-se desde mau vício, deixe crescer as unhas. No início comprovará que estão fracas e debilitadas e quebram ou lascam com facilidade.

· Não se preocupe! Não há nada que um bom endurecedor de unhas não possa solucionar. Com o tempo ficam mais fortes e nunca mais será necessário esconder as suas mãos.

Roer unhas (também conhecido pelo seu termo técnico onicofagia ou roeção de unha) é o hábito de morder as unhas dos dedos das mãos ou pés durante períodos de nervosismo, ansiedade, stress, fome ou tédio. Também pode ser um sinal de desordens mentais ou emocionais. As crianças começam a roer as unhas por volta dos quatro ou cinco anos de idade. O termo onicofagia crônica é utilizado clinicamente.

 

roer unhas

Efeitos colaterais negativos

Roer unhas pode resultar num transporte de germes que vivem embaixo da superfície da unha até a boca. Como muitos patógenos têm a habilidade de viver dentro da unha, o hábito de roer unhas pode potencializar as chances de danos à saúde. (Af, que nojo)

Nota 2: Normalmente roer as unhas é uma forma de extravasar perante existência de um conflito interno que não se pode resolver.

Nota 3: Eu vou parar novamente de roer. Coisa feia, Luana.

Nota 4: Já foi uma roedora? Compartilha comigo o que tu fez para parar de roer. Por favor!

Comentários

comentários

15 comentários

  1. Eu roí as unhas até os 12 anos de idade (ficavam sangrando, doía demais),, a partir da idade citada resolvi parar e nunca mais roí, faz 16 anos que parei, estão sempre grandes, feitas e lindas. Luana, eu consegui parar de roer, você também vai conseguir. Bj

  2. Eu ainda tenho esse problema. É um saco pq eu simplesmente amo fazer unhas! As poucas vezes que eu consegui deixar crescer foi quando passava diversas camadas de esmalte e, ao inves de roer, eu tirava todo o esmalte. Tinha dias que eu pintava 5 vezes. Mas foi assim que consegui 😀

  3. Fui a um medico homeopata e ele me deu um remedio a base de valeriana e e passiflora.
    Diminui minha ansiedade e meu estress,ta dando certo no tratamento de parar de roer as unhas

  4. Eu roía mesmo, arrancava pedaço de pele. O pior é que nunca tive as unhas bonitas. Meus dedos não são longos e delgados, eles parecem umas torrinhas, hahaha, largos na base e mais finos na ponta. E mais, ao invés de herdar as unhas bonitas da minha mãe, fiquei com as do meu pai: largas e achatadas. E mais ainda, tenho hipotireoidismo, então as unhas também são moles e descamam, mesmo sem roer elas nunca ficam compridas. E um plus: tenho alergia a esmalte, inclusive aos tais antialérgicos. É a treva! Aí, lá pelos 16 anos, eu pensei, ora, já não tenho mãos de fada, e ainda com unhas roídas? Essa não! Parei de um dia para o outro. Foi nunca mais mesmo. O máximo que me permito é “lixar” uma unha quebrada com o dente (que meu dentista não esteja lendo isso). Hoje tenho cuidados diários com as mãos, não são lindas, mas estão lindinhas!
    Para parar de roer tem que achar força de vontade, gente!

  5. Luana, acabo de descobrir teu blog e vi que você sofre com um problema que me acompanhou a maior parte da minha existência, esse vício nojento de roer as unhas.
    O que me ajudou, de cara, foi começar a pintar com cores bem clarinhas (tipo Renda ou rosinhas) pra disfarçar os cotoquinhos. Dava uma trabalheira, e por falta de prática eu passava mais de 1 hora pra terminar o serviço!
    É bom também ver muitos sites de esmalte, que ensinam truque pra esmaltar, hidratar as cutículas, e mostram cores lindas, então você começa a ter uma “inveja” das unhas alheias, fica mais fácil se disciplinar pra ter unhas bonitas também!
    Foi assim que passei de roedora de unha a colecionadora de esmaltes, não fico sem esmaltação, adoro comprar produtos unhísticos! Vai lá que você consegue! Boa sorte!

  6. Desde dos meus 4 anos de idade rou as unhas. Quando pequena, hoje não mais, eu roía tanto que chegava a criar pus nos meus dedos, eu os feria (eca!). Porém, há dois anos eu consegui parar de roer as unhas por exatamente 6 meses só pintando as unhas toda semana ou quando começasse a descascar. E bom… Claro que eu rói depois e sempre que quero rou, mas quando quero ver minhas unhas grandes, eu também consigo parar e deixá-las crescer. Foi pintando as unhas que eu aprendi a ter um controle sobre esse vício.
    E espero que consiga seu controle também.
    Beijinhos com amor,
    http://dreamsin-paris.blogspot.com.br/

  7. Eu roia muuuuuuito na adolescência. Toda prova do colégio eu passava mais tempo nas unhas que resolvendo as questões! Haha… Deveria ter feito esse método de yoga.

    Mas eu resolvi parar e ficava me policiando. E, agora que uso aparelho, nem quero e nem o aparelho deixa! Rs

    Beijos, Fernanda.
    http://www.mudeimodei.com.br

  8. Nossa eu roí unha durante muitos anos, desde pequena, aliás sou uma pessoa mega ansiosa, e volta e meia a vontade volta, mas eu aprendi a me controlar através de meditação, e quanto a unha parei de roer qnd começou a febre dos blogs de esmaltes, eu ficava admirada vendo aquelas unhas coloridas e imensas, e eu não tinha sequer um cotoquinho pra pintar, com o tempo e muita perseverança consegui…. Hoje tenho unhas saudáveis e procuro sempre cuidar bem delas.

    Beijos

  9. Vou colocar aquelas unhas de gel… São caras mas têm promoções em sites de compras coletivas. Aí acredito que resistirei à tentação… Se der certo volto aqui e conto 😉

Deixe o seu comentário!