Dieta Nutrição Pele

5 Motivos para evitar doces

09/05/2014
Aaaaaai, logo eu, uma viciada em açucar vim falar sobre isso? Motivos para evitar doces? Mas, mas, mas?
 
Faz algumas semanas, estava eu em uma festa de casamento e uma amiga comentou que não iria comer o petit gateau pois doce fazia mal… Naturalmente todos as sua volta falaram: – Capaz! É só hoje, não faz mal só um pouquinho. Ela respondeu dizendo que não era essa a questão, pois doces viciavam. Fiquei com isso na cabeça pelas semanas seguintes. TODA vez que eu colocava 1, 2, 3 pedacinhos de chocolate na boca.
 
 

 

Há muito tempo que a minha nutricionista falava que essa necessidade de comer doces todos os dias era questão de hábito e que eu deveria cortar e por muito tempo fechei os olhos para essa realidade. Como o meu peso estava subindo resolvi me testar – como um alcoólatra em recuperação – vivendo um dia após o outro.

Tá eu sei, é muito gostosa a sensação de comer um docinho, mas eu sempre tive uma forte relação emocional com comida e dependendo do meu humor não sei comer 1 pedacinho de chocolate, eu me jogava na barra inteira. Falo no passado pois estou há duas semanas sem doces! Sim, meu recorde na vida, acho.

Já que vai vir muita gente falar: – Ah, mas você precisa viver! É tãaao bom, porque se privar?

Como eu disse, eu não digo que não vou comer, mas evito! E como a oferta é sempre gigantesca o jeito é arrumar substitutos para esses momentos e se nada der certo tenta um chocolatinho meio amargo. Mas claro sempre é bom ter algumas informações para te fortalecer nessas horas, então fiz uma listinha com alguns motivos para EVITAR os doces. Vamos lá?

 

 
 
1. Assim como beber pouca água, fumar ou não usar filtro solar, consumir muito açúcar e gorduras pode levar ao envelhecimento precoce da pele. Já ouviu falar de “glicação”? Eu nunca tinha ouvido falar, mas trata-se de um processo onde o açúcar se liga ás proteínas da pele – colágeno – que com o tempo perde a elasticidade promovendo a flacidez. Tá bom? Acho que a Claudia Abreu, o Jared Letto e Avril Lavigne nunca comeram doce.
 
 
 
2. A gordura presente nos doces além de aumentar a sua bunda e obrigá-la comprar uma nova numeração de calça a cada ano (falo por mim, ok?) se acumula no tecido subcutâneo de forma irregular = gordura localizada e celulite. Celulite? O que é isso? Nunca vi!
 
 
3. Antes que você diga: – Ai que menina fútil! Só tá preocupada com a aparência coitada! Ok, confesso que a minha cintura aumentando de tamanho me incomoda, mas tem muito mais do que isso. Alimentos de alto índice glicêmico (doces, biscoitos recheados, alimentos produzidos com farinha refinada, etc.) contribuem para o aumento da produção de insulina pelo pâncreas e esse hormônio em excesso favorece o acúmulo de gordura na região abdominal e esse tipo de gordura é a mais perigosa, pois está associada a resistência à insulina, diabetes tipo-2, dislipidemia(alteração das gorduras do sangue), doenças cardiovasculares, síndrome do ovário policístico e pressão alta.
 
 
 
 
4. No século 16, os jesuítas deixaram escrito que a bebida feita de cacau consumida pelos nativos era uma coisa do demônio. Isso porque eles não conseguiam parar de consumi-la, era algo viciante. Trata-se da  teobromina, uma substância presente no chocolate que estimula a produção do neurotransmissor serotonina, que proporciona uma sensação de prazer e bem-estar. Péra! Já ouvi falar de coisas assim. Ah, dooooooorgas!
 
 
 
 
 
5. Já ouvi gente contando que modera nos doces por causa dos dentes. Mas isso não é problema de criança? Pelo visto não. O açúcar alimenta as bactérias presentes na boca e pode causar erosão dentária.
E pra acabar, doçura demais enjoa e nem falo só de comida.


 
 
Acompanhe o blog também no  Instagram |   Twitter  |   Facebook   Youtube


 



Comentários

comentários

11 comentários

  1. Eu tenho tentado evitar doces já tem um tempinho. Ao contrário de você, eu não consigo ter relação nenhuma com a comida, então pra mim tanto faz se eu estiver comendo uma barra de chocolate ou um pedaço de jiló ahuaihahiua
    Mas há uns tempos atrás eu percebi que andava comendo muito biscoito recheado e que isso poderia me fazer mal, já que tudo o que é demais faz mal de algum jeito… Então aproveitei o período da Quaresma pra tirar de vez o biscoito recheado da minha alimentação e, além dele, outros doces que eu acabava comendo um pouquinho todos os dias.
    Ainda não observei melhora na qualidade de vida (inclusive a primeira coisa que notei foi que minha disposição e minha energia quase foram a zero ~eu era movida a doces O_O), mas tenho certeza de que, a longo prazo, isso vai me fazer um bem danado.
    E digo isso a todas que estão em “reabilitação” como eu: retirem o doce aos poucos, primeiro o doce que você come mais, depois vá retirando os outros. Coma doce só em ocasiões em que não for possível evitar ~lê-se festa de criança~ e mesmo assim, coma mesmo só um pouco. Vai fazer muito bem pra sua saúde. 😉

    Beijocas,

    Ismália .

  2. Adoreiiii o post!
    Sou uma viciada confessa! Mas pela minha saúde, sei que preciso reduzir as quantidades ingeridas diariamente. Meu problema é comer sem pensar, só percebo quando sobram apenas as embalagens vazias… Já tentei reeducação alimentar – que segui à risca nas primeiras semanas – comendo apenas chocolate meio amargo depois do almoço e em algumas semanas a minha disposição reduziu drasticamente. Agora resolvi consultar outra nutri pra me orientar e evitar os excessos da estação fria que se aproxima e tentar evitar o efeito sanfona, outro velho conhecido.
    Beijos (:

  3. Não me convenceu. Precisamos comer doces sim, vc mesmo falou que dá energia, o que há de errado nisso? O negócio é que as pessoas não se contentam em duas, três bolachinhas doces, comem o pacote todo de uma vez e no mesmo dia comem uma barra de chocolate, isso sim vai te engordar. Eu como dois quadradinhos de chocolate depois do almoço sempre e acho que me faz bem e não é isso que engorda não. O que engorda é a pizza no final de semana, aquela latinha de refrigerante, aquele pedação de bolo…

  4. Há tempos ouço falar que doce é veneno. Nem é pela questão de se engorda ou não, mas pela composição mesmo. Apesar de achar impossível não comer, até porque gosto muito de doces, estou evitando no dia a dia, e guardando para comer apenas em momentos mais especiais. Ao invés de comer um bombom Nestle super doce, preciso comer um bombom gourmet. Comigo funciona diminuir o consumo para comer pouco mas com mais qualidade.

    De qualquer jeito, diminuindo o doce tu diminui o vício. 😀

    bjos
    Lívia.

  5. Açúcar é uma droga mesmo! Sempre que se come se quer comer mais. Tive uma época de compulsão por doces que era irrefreável. Não via a hora de chegar em casa do trabalho para devorar algum doce. Até que decidi me controlar e hoje eu sei me controlar e me permito um docinho de vez em quando e não sinto aquele prazer e compulsão de antes. É tudo uma questão de se reeducar.
    Muito bom o seu post, estou adorando seu blog.
    Beijos

Deixe o seu comentário!