Literatura

TAG: Um livro para você pela leitora Helen Bahlewalk

23/04/2014

O texto abaixo foi enviado pela Helen, leitora do blog. Se você também quer participar dessa TAG Confira aqui.

Hoje é dia do livro, e eu resolvi citar dois livros que foram muito especias para mim, me causaram muita emoção. Eu tenho uma listinha de livros especiais para citar, porém iria ficar ficar muito grande.Então eu pensei bastante antes de escolher esses livrinhos, pois foi uma escolha difícil. Espero que gostem.
Um dos meus livros favoritos é “O Perfume” do escritor alemão Patrick Suskind. Esse livro me chamou muita atenção, porque apesar de ser sobre assassinato, ele tem um toque poético, sensitivo. Me fez perceber como a vida pode ser sombria e bela. O cheiro, as sensações, são degustações da vida, que algumas vezes passam despercebidas.É um livro muito intenso, cortante.
A história do livro se passa em volta de Jean Baptiste Grenouille, um rapaz que tinha um olfato extremamente apurado, mas seu drama era que ele mesmo, nasceu sem cheiro. E ele sentia que isso o descaracterizava como humano.Grenouille conseguia guardar na sua memória todos os cheiros sentidos na sua vida. É claro que ninguém acreditava nele, até passar a trabalhar para um perfumista.O seu novo patrão o ensina que existem acordes de cheiros com o qual o acorde de número treze, seria o perfeito.O drama de Grenouille começa quando ele tenta extrair o cheiro de tudo, como vidro, gato, morcego, ferro… Frustrado, Grenouille começa a perceber que algumas mulheres tem cheiros muito especiais e começa a tirar o perfume do corpo delas matando-as. Até que ele descobre que as ruivas tem um cheiro exótico e ele conhece a filha do prefeito que é uma ruivinha muito atraente e seu objetivo de vida é extrair o cheiro do seu corpo e seus cabelos para fazer o acorde mais especial, de número treze.
o perfume
Segundo livro que eu considero muito bom, é a quadrilogia “As Brumas de Avalon”.
Por que? Esse livro mostra a velha história do rei Artur, que tirou a espada da pedra, porém retratada a partir da perspectiva de poderosas mulheres. O livro em si é feminino. E mostra o domínio matriarcal da época.Acredito que mesmo quem não goste de histórias de guerra e lendas irão gostar das relações de amor e desencontros dessas mulheres poderosa. Também mostra a questão da imposição religiosa e como o cristianismo foi tomando um espaço cultural, a invasão saxônica e as relações de poder entre maridos e esposas.
Recomendações: O dia do Curinga (Jostein Gaarder), A menina que roubava livros (Markus Zusak), O nome da rosa (Umberto Eco), Clube da Luta ( Chuck Palaniuk). 
–  Helen Bahlewalk –

Comentários

comentários

Um comentário

  1. Sou totalmente apaixonada por este livro, Grenouille é um daqueles personagens totalmente únicos e incríveis! Amei a indicação 🙂

    Paola
    uma-leitora.blogspot.com

Deixe o seu comentário!