Beleza Dieta Nutrição Pele Saúde

Mitos e fatos sobre a celulite

07/03/2014

O carnaval é, para muitos, uma época que excessos. É muito comum ouvir que, no Brasil, o ano começa agora, e a gente sabe que, com ano novo surgem promessas novas. Pra você que exagerou no carnaval e está incomodado com a celulite, calma!… Antes que você pense em fazer uma dieta detox (ou qualquer loucura para emagrecer, desinchar, reduzir celulites e afins) vale à pena ler este post.

A celulite é complexa: é resultado de retenção de líquido (inchaço), fibrose e alteração na circulação (que envolvem os pequenos vasos sanguíneos e linfáticos).

celulite

Ela ocorre principalmente em mulheres e acomete mais as brancas do que as negras. É mais comum o aparecimento na região pélvica, membros inferiores e abdome, mas é importante esclarecer que ela pode aparecer em qualquer parte do corpo, exceto couro cabeludo, palmas das mãos e dos pés. Em latino-americanos se concentra mais nos quadris enquanto em caucasianos se concentra mais no abdome.

Dentre as causas podemos citar fatores genéticos, hormonais (gravidez, uso de contraceptivos, etc), metabólicos, sexo, idade, obesidade, tabagismo, sedentarismo e maus hábitos alimentares. Vale ressaltar que a obesidade pode ser fator de risco para aparecimento de celulite, mas tê-la não é sinônimo de obesidade!

Não cabe a mim falar sobre tratamentos estéticos e/ou cosméticos, mas como já recebi muitas perguntas vou esclarecer algumas “questões nutricionais” acerca da celulite. 

Gás do refrigerante dá celulite?
Mito. Não é o gás, é o açúcar. Ou melhor, o excesso de açúcar. O sódio também contribui para a retenção de líquidos e piora da celulite. O consumo de refrigerantes normal ou mesmo os sem açúcar (diet/light/zero) deve ser limitado. Refrigerantes contêm corantes, conservantes e outras substâncias químicas que não agregam valor nutricional algum na dieta e alguns componentes (como o ácido fosfórico) podem ainda contribuir para a diminuição da massa óssea e levar à osteopenia e osteoporose precoce.

Constipação agrava a celulite?
Fato. A constipação leva à resistência dos vasos sanguíneos e aumento da permeabilidade capilar, ou seja, alterações na circulação, que agravam a situação. O ideal é consumir alimentos ricos em fibras (grãos e cereais integrais, verduras, legumes e frutas) e beber bastante água, para que o efeito não seja inverso. Probióticos e simbióticos também podem ser aliados da saúde intestinal.

Alimentos muito salgados pioram a celulite?
Fato. Alimentos salgados contém muito sódio, e como dito anteriormente, o sódio tem um papel importante na retenção de líquidos e na piora da celulite. Mas não só alimentos salgados contém muito sódio… Mas cuidado! Alimentos doces também podem ser campeões neste quesito, como por exemplo os refrigerantes. Evite alimentos altamente processados, enlatados e/ou em conserva, refeições congeladas, embutidos, queijos amarelos, temperos industrializados, temperos e preparações instantâneas, salgadinhos e mantenha o saleiro longe da mesa. Procure utilizar temperos naturais (cebola, alho, salsinha, coentro, orégano, manjericão, alecrim, pimenta…) no preparo das refeições.

Gelatina firma a pele e diminui o aspecto da celulite?
Mito. Se você compra gelatina no supermercado achando que vai melhorar a pele, cabelo, unha está muito enganado! Gelatinas industrializadas têm muito açúcar, corantes, conservantes e quase nada de proteínas. Pode olhar no rótulo! E mesmo aquelas gelatinas provenientes de partes de animais, que aí sim contém colágeno, não surtem o efeito desejado. Isso porque o colágeno é uma proteína, e, como toda proteína para ser digerida, deve ser quebrada em pedacinhos (peptídeos menores, aminoácidos) para ser absorvida. Uma vez absorvida nosso corpo resolve mandar esses pedacinhos para locais onde precisamos de proteínas, que pode ser para fazer uma enzima, reparar uma lesão, ir para o músculo, olho, cabelo, pele… Mas não necessariamente vai somente para a pele. Pensando assim, qualquer proteína (queijo, leite, carne, feijão, soja…) serve, não só a gelatina, certo?

O emagrecimento diminui a celulite?
Fato. A redução de gordura diminui o tamanho das células de gordura e reduz também a inflamação local, contribuindo para a melhora da quantidade e aspecto da celulite. Porém, o efeito sanfona (engorda-emagrece…) pode causar flacidez e, com o tempo, pode agravar o quadro. Além disso indivíduos eutróficos (com o peso na faixa considerada adequada) e com baixo peso também podem ter celulite.




Enfim…
Já que (ainda) não podemos mudar nossa genética, a saída é modificar os hábitos alimentares e o estilo de vida. Encontre uma atividade física que te dê prazer, reduza o consumo de álcool e abandone o tabagismo.
Beba bastante água e aposte numa alimentação variada, bem planejada e colorida!


Acompanhe a Thaís também no  Instagram |   Twitter  |   Facebook   Blog

Comentários

comentários

2 comentários

  1. Nada como exercícios regulares contra essa maldita! O meu problema é a minha boca, que não fica fechada perto de bolachas e todo tipo de doce… Esse tal de açúcar é mesmo um vício,né. Pena que somos acostumados a consumi-lo desde pequenos.
    Adorei o post!

    Beijos

Deixe o seu comentário!