Relacionamentos

Natal é coisa de Criança

16/12/2013
Lembro como se fosse ontem as ceias natalinas na casa da minha vó, lá no interior de Santa Cruz do Sul.  O pinheiro sempre cheio de bolinhas, coisas brilhosas e uma estrela lá no alto. Na parte de baixo ficava o presépio, com direito a uma quase mini fazenda, tamanha era a quantidade de bichinhos que minha vó colocava. Era tudo muito lindo aos meus olhos de criança.
No toca-fitas algumas K7s com canções instrumentais natalinas, minha sorte que ninguém tinha comprado a da Simone.

Lá pelas tantas, surgia algum tio meu envolto a uma colcha vermelha da minha vó e usando uma máscara de plástico do bom velhinho, bom, nem tão bom assim, em uma mão ele segurava um saco com presentes mas na outra uma varinha para assustar os primos que aprontaram durante o ano. Distribuía os presentes e de vez em quando recolhia algumas chupetas, lembro de alguém dizer que o Papai Noel dava os bicos para os cachorros.  Mas era tudo incrível!

 

Então é Natal

 

Com o tempo conheci outros Noéis, mais simpáticos, sem varinha na mão. Um passeio por uma rua cheia de luzinhas era motivo de agitação.
Fui crescendo e minha fascinação pela data foi diminuindo. Primeiro deixei de acreditar no Papai Noel, depois passei a ganhar roupas ao invés de brinquedos (sim, criança gosta de brinquedo), mas nada foi tão ruim quanto ver pessoas que você ama aos lamentos sobre aqueles que já partiram, uma vez que a data desperta esse tipo de coisa, é natural, saudades. E esse tipo de saudade dói.
Ao mesmo tempo, ver gente que fica de birra o ano todo, torce o nariz pro vizinho/parente mas que no Natal quer só paz e bem. No dia 26 volta a odiar. Ai, acho isso tão clichê que nem deveria estar nesse texto. Bom, é mais um clichê de Natal, assim como o especial do Roberto Carlos, assim como o cd da Simone
Natal é coisa de criança, coisa pra fazer criança feliz. A vida adulta nos mostra que a realidade pode ser tão cruel, longe daquela fantasia que vivíamos aos 6, 7 ou 8 anos de idade que já ouvi muita gente dizendo:  – Fico deprimida no Natal.

Eu acho que poderíamos fazer diferente esse ano. Por mais piegas que isso possa parecer, tenho um pedido para o velho Noel: Só no Natal quero ser criança outra vez.

Beijo
Acompanhe o blog também no  Instagram |   Twitter  |   Facebook   Youtube


Comentários

comentários

4 comentários

  1. Nossa, esse texto diz tudo. Realmente, Natal é coisa de criança. Tive um tio que morava longe e em todo Natal ele vinha pra minha cidade comemorar na casa do meu avô. Um dia ele infelizmente partiu e agora em todo Natal a família lembra dele… e a gente nem comemora mais também lá na casa do meu vô.
    As vezes dá vontade mesmo de voltar a ser criança no Natal pra achar tudo isso lindo como costumava achar.
    Ótimo texto.
    Beijos
    http://agarotaeotempo.blogspot.com.br/

Deixe o seu comentário!