Cirurgia Plástica Saúde

Cuidados com as próteses de silicone

28/04/2010
Oi gente!
Hoje vim falar de um assunto mega sério, sem frescura. Leitora aqui do blog, a jornalista Julia Sizinando, nos enviou um artigo muito interessante do cirurgião plástico Aristóteles Scipioni, que serve de alerta para quem tem vontade de colocar próteses de silicone, bem como pra quem já tem.
 

 próteses de silicone

 

Alerta – cuidados com as próteses de silicone

Por Aristóteles Scipioni
 
Por recomendação da Agência Francesa de Saúde, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA proibiu a importação, distribuição, uso e comércio da prótese de silicone da marca Poly Implant Prothese (PIP) em todo o país. O motivo da proibição foi o alerta sobre o rompimento de diversas próteses dessa marca.

O alerta abre espaço para discutir a posição brasileira em relação às próteses de silicone. Nos Estados Unidos, por exemplo, o governo só libera o uso de duas marcas, consideradas as mais seguras do mercado. O Brasil, no entanto, segue as recomendações europeias e autoriza o uso de pelo menos 18 marcas.

A diferença de preço entre uma boa prótese de silicone e a prótese proibida chega a ser de 70%. Segundo a Agência Francesa de Saúde, análises na prótese PIP constataram que a empresa fazia o uso de matéria prima de baixa qualidade, não autorizada para a fabricação deste tipo de produto.

Embora ainda não se tenha registros de problemas causados por esta prótese no Brasil, sabe-se que mais de 25 mil brasileiras utilizam o silicone da marca. Além disso, mais de nove mil unidades do produto foram importadas para o país e serão recolhidas para análise.

A Anvisa aconselha que mulheres que utilizam a prótese PIP procurem o cirurgião responsável pelo implante para definir os procedimentos futuros. A proibição serve de alerta para que as pessoas procurem informações sobre o profissional de saúde e material utilizado antes de realizar os procedimentos cirúrgicos. Um bom médico saberá indicar os melhores produtos, pensando no custo benefício e na saúde dos pacientes. 

————————————————————

 É, o barato pode sair caro. A gente tem a internet pra quê?
Pesquise sobre a credibilidade da clínica ou cirurgião que você escolher… Se possível converse com alguém que já tenha se submetido a algum procedimento com esse profissional.

 

Comentários

comentários

9 comentários

  1. Ótimo post.
    Vamos falar reto: só se dá mal com esse tipo de cirgurgia quem quer, pois mesmo uma pessoa tendo menor poder aquisitivo para fazer uma cirurgia cara, ela vai dar um jeito e optar pelo melhor procedimento de qualidade ou se não tem dinheiro para fazer, simplesmente não faça porque afinal de contas é uma cirurgia! Onde uma mulher está com a cabeça que opta por procedimentos duvidosos num lance tão extremo que é uma prótese de silicones? Não é como colocar cílios postiços, unhas postiças. E quando acontece de algo dar errado ainda querem processar o médico, mas faz coisas proibidas quem quer e a pessoa deve se responsabilizar por isso. Se alguém compra um cd pirata e ele não funciona, não tem direito de reclamar. Portanto, próteses, só com os melhores profissionais ou então fique com os seios pequenos mesmo rs.
    Bjs

  2. Oie Ju , Em primeiro lugar quero agradecer sua visita la no meu blog! espero que você me visite sempre !! e se quizer me seguir , pra mim vai ser uma honra !
    achei muito interessante o post !
    é realmente muito sério uma cirurgia de prótese de silicone !
    e como você disse “o barato pode sair caro”
    Quem pretende fazer, tem que pesquisar muito mesmo sobre o médico que vai fazer e também a credibilidade dele e da clínica que vai fazer a cirurgia!
    Parabéns pelo Lindo Blog Querida !!! vou te visitar sempre !
    beijokas…

  3. oi Ju gostaria de saber se vc conhece um bom medico em Porto Alegre quero colocar silicone e me disseram que e mas barato que em minha cidade so nao conheço nenhum …

Deixe o seu comentário!